domingo, 13 de fevereiro de 2011

Fórum Social Mundial 2011 - II

FÓRUM SOCIAL MUNDIAL EM DACAR:

LEITURA DINÂMICA DE UM PROCESSO AFRICANO

A nova edição do processo do Forum Social Mundial que acontece em Dacar, Senegal, África Ocidental, de 06 a 11 de Fevereiro de 2011, ocorre em um momento excepcional para as nações africanas como um todo e sinaliza importantes caminhos de lutas convergentes na nossa busca de um outro mundo, de uma outra África possivel.

Fora as bandeiras anticolonialistas e antineoliberais impressas nas agendas de centenas de Movimentos e Organizaçoes Sociais, o FSM Dacar 2011 está tendo um papel impulsor e dinamizador de discutir e afirmar novos rumos dentro do front de resistência e ao mesmo tempo de protagonismo, enraizado no âmbito das plataformas dos atores e atrizes envolvidos nessa construção.

Tomo como exemplo as atividades desenvolvidas no FSM Dacar 2011 pelo Grupo de Reflexão e Apoio ao Processo FSM (GRAP-FSM) em especial a realização do Seminário A Busca de Paradigmas de Civilizaçao Alternativos e a Agenda da Transformação Social, que ocorre de 08 a 10 de Fevereiro, no Auditório do Instituto Goethe.

O GRAP – FSM é um grupo formado por ativistas e representantes da sociedade civil identificados com o Fórum desde sua formação. É um coletivo que reúne, entre outros, parte dos brasileiros que lançaram em 2000 a idéia do Fórum Social Mundial e, neste contexto, seguem articulando seminários e atividades de reflexão vinculadas ao FSM.

Nesse sentido conscientes de que esta é uma preocupação comum a um grande número de redes, movimentos e organizações comprometidos com o FSM, o GRAP-FSM organizou o Seminário em questão, de forma a aprofundar os laços entre estes atores e atrizes, construindo uma agenda integrada com muitas das organizações que tem se colocado com parceiras e também articuladoras deste debate.

Temas fundamentais serão debatidos nesse Seminário, oportunidade em que destacamos os seguintes pontos: crítica aos ideais de crescimento e progresso; princípios para um novo paradigma civilizatório e mapa estratégico das lutas pela vida e pela emancipação.

Como se pode ver trata-se de um riquíssimo espaço de reflexão onde rupturas e desafios se encontram, se reconstituem e se pactuam em busca de novas alternativas para o futuro.

Iniciativas como essa, fortalecida pelo GRAP-FSM, demonstra também o papel importante de protagonização das Organizações brasileiras dentro desse grupo, cujas vocações cumprem seus objetivos de estimular e tornar o ambiente politico o mais democrático possível, para que todos e todas participem desse processo inovador.

Sendo assim Dacar e nossos irmãos e irmãs africanos e africanas são o palco planetário de uma nova cidadania mundial forjadas na construção do respeito e pela dignidade do ser humano.


Por Aluízio Matias dos Santos

(aluiziomatias@yahoo.com.br), ativista de Direitos Humanos, direto de Dacar, Senegal.

Artigo publicado no Diário de Natal em 10 de fevereiro de 2011.


Um comentário:

{♥Åññä Lµí§ä♥}_L€ØNARÐØ disse...

Olá pessoa linda:)
Vim com muito carinho te oferecer
o Selo "Blog de Qualidade"
espero que goste:)
Uma excelente semana para
você beijoss fica com Deus!

Related Posts with Thumbnails